Me siga!

12.6.18

Faltou café: Explorando Downtown, Los Angeles.


Eu sinto que sou péssima em primeiros encontros. No meu primeiro encontro com Los Angeles, fiquei tão encantada que saí desembestada fazendo vídeo de tudo, tirando fotos de quase nada, e hoje eu sinto que perdi uma sensibilidade que eu tinha para fotografar. Ou talvez eu tenha me tornado mais crítica, o que pode ser uma coisa boa.

Eu publiquei alguns vídeos no YouTube, mas nem metade do que eu produzi está lá. Aliás, tenho tanto arquivo pessoal! E não digo só da minha primeira vez nos Estados Unidos, mas de toda a minha vida!

Eu fiz vídeos da minha chegada, da minha primeira vez no Pier Santa Mônica, tem até a playlist onde estou soltando os vídeos da minha primeira Roadtrip com o Andres. Venha conferir aqui
Mas eu ainda tenho um zilhão de vídeos para postar e já estou aqui de novo...

Certas coisas nunca mudam!


Esse border collie é o Rocky. Não se deixe enganar pelo ângulo, esse bicho é enorme, apesar de ser um nenê ainda. Acabou de fazer 2 anos e adora brincar. Mas detesta humanos. Não chegue perto sem ter certeza que já o conquistou, ele vai tentar te morder. Mas, depois de jogar uma bolinha algumas vezes, você terá o coração dele para sempre!

Eu e Rocky somos a maior companhia um do outro durante a semana, enquanto o Andres trabalha. E a minha rotina aqui não é muito diferente da de São Paulo: acordo, faço café, começo a trabalhar, levo o Rocky para um passeio nas quadras próximas (a.k.a: minha zona de conforto), faço algo pra comer e fico trabalhando até o Andres chegar.

Mas dia desses eu decidir ir além da zona de conforto por um simples motivo: faltou café!

Faltar café significava que eu teria que ir à uma cafeteria ou ir ao mercado, ficar sem café não era uma opção. E, por ironia do destino, eu passo todos os dias em frente a uma cafeteria bem fofa. Já consumimos ali uma vez, os caras que trabalham nela sempre acenam para dar bom dia e, às vezes, puxam um papo e outro.


"Sh*t people, good coffee and cute puppies!"O café No Ghost Bears é pet friendly. Pequeno, tem poucos lugares disponíveis para se sentar, mas o bom mesmo é ficar do lado de fora e bater um papo com a galera. Acho necessário dizer que ele não tem banheiro, mas eles te indicam um, caso precise... hehe. 
Alguns rostos e cachorrinhos já me são familiares, tem gente que eu vejo todos os dias. O clima é muito gostoso e o café é realmente bom. Eu não sei exatamente qual eu bebi, nem olhei o cardápio. Pedi algo doce, que tivesse cafeína e textura mais cremosa. Eles me deram um Latte, não sei se com alguma adição. 

Conversamos sobre o Rocky e sobre como é estar de volta em Los Angeles e eu me senti muito bem em quebrar a minha rotina nesse ponto. Sair sozinha e interagir com as pessoas? Tenho certeza que errei no meu inglês algumas vezes, mas nós nos entendemos em gênero, número e grau! Yay!


Estava começando a ficar divertido andar pelas ruas de Los Angeles. Sabe aquela corridinha para atravessar a rua quando o sinal está fechado, mas não tem nenhum carro vindo? Então, aqui ninguém faz isso. As ruas são muito bem vigiadas e quem o faz geralmente é multado. 

E os prédios... dificilmente eu vejo algum que eu não moraria. São antigos, A maioria deles tem aquele ar de apartamento industrial, o meu estilo favorito. Janelões, tijolos, teto alto, muito espaço... não se faz mais prédios como antigamente!

Marquei no google maps um destino, um parque. Ele parecia longe e realmente era! As quadras aqui são enormes... fui até o meio do caminho, decidi voltar porque comecei a sentir fome, mas observei algumas coisas que me despertaram a curiosidade:


Esse bar, por exemplo... eu e o Andres sempre passamos em frente e comentamos sobre a nossa curiosidade em entrar. Quem sabe em um próximo post? Nós temos uma lista bem grande de bares para visitar em DTLA.

Mas um que conhecemos e adoramos estava a poucos blocos dali, o Rythym Room. Tem jazz ao vivo aos finais de semana, mesas que também são tabuleiros de xadrez, os mais diversos jogos de tabuleiro, sinuca, pingue-pongue, dardos... mas a galera lá não é de dançar muito. Mas para comer, beber e jogar, é ideal!




Depois de alguns minutos caminhando, cheguei na rua Broadway. Encontrei duas das chamadas "utility boxes" e elas eram um tanto quanto curiosas, tinham desenhos e contavam algumas histórias. Como a Broadway era só passagem, decidi registrar e pesquisar com calma chegando em casa. 

Pois bem, existe um plano de desenvolvimento econômico estratégico de 10 anos (teve início em 2008) para a revitalização desse corredor histórico da Broadway.
Bringing Back Broadway é uma iniciativa do vereador Jose Huizar e essas "utility boxes" somam 21 no total.

O artista é Christian Ceci e as caixas começaram a ser pintadas no ano passado. Cada uma delas tem um pedacinho da história do corredor da Broadway e elas se estendem entre a 1st Street e a 12th Street. 

E eu DU-VI-DO que o Andres sabe disso! Já sei mais de Los Angeles (historicamente falando) do que ele! hehehe


O prédio de Belas Artes de Los Angeles é citado no filme 500 Days Of Summer (500 dias com ela) como o prédio favorito de Tom Hansen, personagem de Joseph Gordon-Levitt. Se eu tivesse me lembrado disso enquanto estava lá, teria tirado foto do prédio, e não só do poste em frente, com algumas informações históricas, mais uma vez.. haha!

Mas posso garantir que, realmente, é uma arquitetura muito bonita, romântica. Numa próxima oportunidade eu juro que fotografo!


Outra curiosidade sobre Downtown é que você vai ouvir sirenes a cada 20 minutos, no mínimo! Não sei se é um exagero meu, mas as pessoas parecem sempre estar em perigo por aí, embora tudo pareça muito calmo.

Por fim, o melhor fato sobre Los Angeles é que eu só saí por aí explorando e fotografando sem medo porque a cidade é muito segura. Aliás, as pessoas por aqui andam com seus telefones e câmeras na mão o tempo todo! E isso, por mais doloroso que soe, é uma coisa que eu tenho medo de me acostumar, sei que teremos um longo caminho para chegarmos a esse ponto em São Paulo ou no Rio de Janeiro, por exemplo.


Resumo da ópera: Faltar café foi um sinal de Deus / do destino / da vida / do cosmos (insira aqui o que você acredita) para eu largar de ser preguiçosa e ir fazer algo realmente empolgante. Pode parecer pouco aos olhos de algumas pessoas... mas como uma boa pessoa otimista, posso dizer que foi uma quebra de várias barreiras. Mal posso esperar para mais!

Ah, caso queira saber mais sobre a revitalização da Broadway, esse é o site oficial. Acho bacana você considerar entender, caso esteja planejando vir pra cá!

Volto em um próximo post com mais novidades, obrigada por ler até aqui!
Te vejo nas outras redes sociais! 

Beijos,
Ana.

8 comentários :

  1. Sonho em conhecer cada cantinho desses agora. Fotos sensíveis assim, só nos deixam com mais vontade de viajar e explorar esse mundo. Conhecer lugares e pessoas, não tem preço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Cida!
      Sonha mas tenta realizar tbm, é incrível!!

      Beijos! <3

      Excluir
  2. Ain que delícia ler um post como nos velhos tempos que todo mundo usava blog! hahaha sou bem a tia de "ahhh na minha época não tinha essa coisa de fazer vídeo...todo mundo fazia blog". hahahha Miga, amei suas fotos e seu relato. Deve ser uma delícia passar esses dias aí, como uma moradora mas ao mesmo tempo com os olhos curiosos de quem é turista! <3 Compartilhe aqui sempre que der. <3 Beijo e se cuida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que dizer desse sentimento nostálgico de responder comentários no blog de gente que eu tenho CERTEZA que leu tudinho? ahahahhaa
      Sim, percebi uma coisa muito importante que deixei de lado por um tempo, mas estou me esforçando para compartilhar sempre que der!

      Excluir
  3. ainda essa semana comentei em outro blog sobre esse lance da gente ficar esperando tanto pra só curtir algo diferente e fazer fotos legais, por exemplo, em lugares mais distantes, que dependem de uma viagem bem programada, etc etc etc. só que tem tanta coisa bacana pertinho da gente que perdemos a oportunidade de conhecer. e isso que tu fez foi super bacana, não é pouca coisa não! quebrar a rotina, tentar algo diferente e estar aberta a novas experiências :) tem tanta coisa bacana pertinho da gente e nem notamos HAHA

    ResponderExcluir
  4. m a r a v i l h o s a, adoro seus vídeos! E os posts do blog :-D

    ResponderExcluir
  5. Nossa Ana, que luagres incriveis. Através dos seus posts eu viajo como se estivesse no mesmo lugar que voce passou. Sonho em um dia viajar e passar por todos e cafés e comer muito haha e registrar tudo.

    ResponderExcluir
  6. Ana, Adorei o canal do youtube, o teu instagram e agora vim ler o blog... estou encantada! Entro todos os dias para ver se tem alguma novidade, por favor não pare de escrever. Muito obrigada e sucesso

    ResponderExcluir