1.4.15



Fazia muito tempo que eu não tinha uma experiência musical tão grande quanto essa. Graças ao convite da T4F, o meu desejo de estar presente em um dos maiores festivais de música do mundo, o Lollapalooza, se realizou.

Eu tentei capturar o máximo de sensações possíveis. E dentro de mim eu ainda estou explodindo de euforia e felicidade, Estar lá foi mágico. Olhar as fotos e os vídeos que eu fiz tem conservado isso. Eu fico muito feliz quando consigo eternizar momentos como esses, que aconteceram lá.

"Equilibrando o copo enquanto seguro o chapéu (por causa do vento) e mando beijinho p/ câmera"
Esse é o meu primeiro diário fotográfico e foi a primeira vez que eu usei uma mesa digitalizadora. Então perdoem a minha caligrafia. heheEspero que gostem desse novo formato!
Saí de casa cedo com o Victor. No metrô, indo pra lá, comentei com ele: "dá para perceber claramente quem aqui está indo para o Lollapalooza, né?!". Era impossível não reparar a felicidade na estampada cara das pessoas. Elas sorriam, cantavam, comentavam sobre o que estavam esperando e quem queriam assistir. Era uma vibe muito gostosa e agente nem tinha chegado lá.

Ainda no metrô, conhecemos um rapaz que estava um pouco perdido. Não sabia em qual estação descer, parece que o autódromo fica entre de duas estações, a gente teria que andar bastante, de qualquer forma. "Cola com a gente, também estamos indo para lá!". E ele nos acompanhou até a entrada, tivemos que entrar por portões diferentes.

Chegando lá, parecia tudo muito mais intenso. As pessoas já estavam dançando, rindo, se divertindo, ou estavam perdidas procurando por alguém que ficou para assistir um outro show.






Tentei clicar o máximo de pessoas em momentos inusitados possível. Mas muitos desses momentos acabaram sendo "perdidos" da minha lente porque alguém passou na frente justo na hora. Mas tudo bem, acho que consegui deixar claro pra vocês com as fotos acima que todos arranjavam o seu jeito de se divertir.

Cada foto conta uma história. Eu não sei bem o que estava acontecendo, apenas cliquei o que achei divertido. Mas a gente pode brincar de interpretação.

O que vocês acham que estava acontecendo nas fotos acima? (tirando a do Victor, é claro, porque ele estava sendo lindo ele mesmo) Respondam lá nos comentários!





Como se não bastassem as atrações nos 4 palcos, a gente ainda podia cantar no karaokê, tirar foto pra fazer pôster, andar na montanha russa, até escorregador tinha lá!
Acho que era TANTA coisa que eu nem consegui fazer tudo. Acho que 2 dias de Lolla tá pouco!

Agora falando sobre a experiência musical mesmo. GENTE!!!!!!! O que era aquilo? Tinham 2 shows que eu bati o pé e disse que não ia perder por nada: O Terno e The Kooks. Tive a oportunidade de conhecer os meninos da banda O Terno e fiquei MUITO feliz por eles, é a primeira vez tocando no festival e muita gente foi lá só para assisti-los. Teve até corinho para o vocalista: "TIM, EU TE AMOOOO". Foi lindo!



Tentei me colocar no lugar de cada artista e comentei com o Victor: "deve ser maravilhoso pra eles ver tanta gente cantando junto, batendo palma, aplaudindo e gritando no final. Assim como é maravilhoso pra gente poder estar tão perto ouvindo tudo ao vivo, e não na rádio, carro, celular, mp3 etc".

Já no The Kooks, eu cantei o mais alto que pude e o Victor me colocou nos ombros nas minhas 3 músicas favoritas. Posso falar? Não existe sensação melhor. Você consegue assistir do alto e ao mesmo tempo estando no meio da multidão, sentindo toda a energia. Consegue sentir o vento e ver todo mundo sincronizado, seguindo a levada da banda que tá lá na frente, no palco. É emocionante.




Teve uma banda que eu ainda não conhecia mas me senti completamente envolvida: Kasabian.  Eu Estava andando pelos lounges próximos ao palco onde eles estavam tocando e senti a batida. Fiquei tão envolvida que larguei tudo e fui correndo lá pro meio. Não sabia cantar, mas sentir foi o suficiente para o momento.


Um final de semana cheio de música boa, ao vivo, cheio de gente bonita, fiz amigos novos, encontrei os que já conhecia, outros não consegui encontrar... O Lolla me surpreendeu de uma forma muito boa. E essa foi só a primeira experiência.

Fomos embora muito cansados, mas com um sorriso no rosto, e querendo ficar.
Obrigada, T4F, pelo convite e pela oportunidade incrível! Vocês mandam super bem! Que venham os próximos!


Gostaram do diário fotográfico? Falem aqui nos comentários, não se esqueçam de responder a pergunta lá de cima, também... e me digam: Já foram no Lollapalooza ou em algum outro festival de música? Como foi a experiência? Me contem!!!


Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , ,










30.3.15



Gente!! Eu adoro a Galeria do Leitor porque vocês sempre me fazem suspirar de amores pelas fotos que mandam! A parte chata é que nunca é fácil escolher, mas eu sempre conto com a ajuda de outras pessoas pra alcançar o resultado final.

Pedi para vocês me mandarem as suas fotos favoritas. Eu sei que é difícil escolher uma. Ainda mais pra quem vive clicando por aí, uma foto é mais xodó que a outra. Mas o resultado da galeria ficou lindão!


André Cabrero









E aí, gostaram? Qual foi sua favorita?
Se você mandou a sua foto e ela não apareceu aqui, fica tranquilo que vão ter muitas outras galerias. É só ficar de olho ;)

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: ,










24.3.15



Animados como eu para o Lollapalooza? 
Como uma boa embaixadora do evento (lembram que eu contei a novidade aqui?), vim trazer para vocês uma série de inspirações para o festival. A gente se anima mas na hora do vamos ver sempre rola aquela dúvida "O QUE VESTIR????" Mas calma! Eu vou mostrar aqui várias opções que são a cara do festival e com certeza você tem várias coisas parecidas no armário.

Antes de mais nada, existem duas coisas que são primordiais na hora de montar um look para um evento como esse:

Conforto - O Lollapalooza é um lugar onde você vai andar bastante, pular, dançar, sentar, levantar... então você tem que começar pensando nas peças mais práticas e confortáveis do seu armário, que te permitam fazer qualquer movimento.

Levar o necessário - Não adianta querer levar tudo dentro da bolsa. Mulher é fogo, né! Mas nesse dia, evite levar peso dentro da bolsa ou bolsas muito grandes. Você não vai ter paciência de ficar segurando.

Fotografei 5 looks que eu usaria e selecionei algumas imagens que me lembram o evento para inspirar vocês e ME inspirar também.



Acho que o estilo que mais se encaixa no evento é o boho, que é como se fosse uma mistura de vários estilos: O folk, punk, vintage, étnico e por aí vai. E como o Lolla é um festival bastante eclético, pra mim não existe uma junção melhor.

As minhas maiores apostas são as mais básicas: Botinha ou tênis (melhor sempre optar por sapatos fechados), blusa amarrada na cintura (pra vestir quando anoitecer e esfriar), jorts jeans e camisetas de banda. 




Eu também gosto de muitos acessórios: chapéus, colares bem grandes e muitas pulseiras. Aquelas flash tattoos também são uma ótima pedida.

E voltando para a praticidade, evite bolsas. Mas se não tiver jeito, dê preferência a bolsas que você possa pendurar no ombro ou mochilas.


Vocês podem encontrar muitas outras inspirações lindas lá no pinterest por esse link aqui.

E aí, sentiram mais vontade ainda? Eu também! E quero saber quais de vocês eu vou esbarrar por lá. Então comentem aqui abaixo e me contem se gostaram dos looks que eu montei, também!

Beijos!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , , ,










23.3.15



Eu ainda não me adaptei totalmente aqui em São Paulo. Se não fosse a ajuda de algumas pessoas que me rodeiam, os posts que eu consegui colocar no ar até agora, não estariam aqui. Já o canal, eu criei mega empolgada e ainda não tem nem 5 vídeos. E isso está me matando por dentro.

Pensando nisso, decidi fazer um Monday Minute. Vou tentar publicar quinzenalmente, por enquanto. Depois, quando eu conseguir gravar outros tipos de vídeo, eu posso tentar aumentar a frequência deles.
Vai funcionar assim: Segunda-feira eu vou publicar um vídeo sobre qualquer tema (vocês podem até me ajudar a escolher, eu vou adorar) e ele não vai poder passar de 1:59. Os vídeos podem ser sobre qualquer coisa mesmo. Ao mesmo tempo que vai ser mais fácil, principalmente para colocar no YouTube, vai ser bem difícil reduzir algo muito legal a menos de 2 minutos.

Enfim, esse é o primeiro resultado do Monday Minute. Juntei vários vídeos do final de semana que passei em Petrópolis. Espero que gostem! ❤️


E aí, gostaram? Querem sugerir temas? Respondam aqui abaixo. Toda ideia é sempre bem-vinda e eu amo como vocês participam disso aqui comigo!

Beijos!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , ,










21.3.15


O Thiago me levou no famoso Terraço Italia. Lugar maravilhoso!

Já faz um mês que estou morando em São Paulo. Me lembro de ter visto um post da Paula: 10 impressões de uma Paulista no Rio de Janeiro e achei muito legal. Então resolvi listar as minhas 10 primeiras impressões de São Paulo, também.

*O Carioca no título está entre aspas porque quando falo que vim de Petrópolis - RJ, ou quando reparam no meu sotaque, a primeira reação é me chamar de carioca, mesmo não tendo nascido na cidade do Rio de Janeiro.

As pessoas são completamente diferentes
Na minha primeira noite aqui, a Dani me levou à Paulista. Lá eu percebi que as pessoas tem essa liberdade de ser e vestir o que gostam e ninguém olha torto por conta disso. Uma vez eu usei um chapéu no Rio e me senti uma alienígena. Em Petrópolis, então, nem se fala!

Os artistas de rua merecem a sua atenção
Por falar em Paulista, lá eu reparei muitos artistas de rua super talentosos. No parque Ibirapuera e nos metrôs também. São músicos, pintores, hippies, eu não consigo não parar e admirar. Sempre que posso, ajudo ou levo algo pra casa. É como se São Paulo fosse um estúdio de artes ao ar livre, e de graça.

É difícil achar algum não-fumante
Todo mundo fuma muito por aqui. Se você olhar pro chão, vai encontrar milhares de (bitucas?) de cigarro. Talvez seja por conta de toda a correria e o estresse da cidade. A maioria das pessoas que eu perguntei sobre como começaram a fumar, me responderam que, quando fumaram a primeira vez, conseguiram relaxar e dormir melhor. Acho que essa tá sendo a parte mais difícil de me acostumar (só perde para os dois beijinhos -último item-)

Os Paulistas são muito gente boa
Eu sempre ouvia dizer que a maioria dos paulistas são fechados e sérios. Cada um no seu quadrado, com o seu grupinho. Mas a maioria dos que eu conheci me recebeu muito bem, obrigada. Foram simpáticos e me ajudaram da forma que podiam. Até o moço da temakeria tentou me ajudar a arranjar lugar pra morar!

Muita gente dorme no metrô
Eu pude reparar que a qualquer hora do dia que você entre no metrô, vai encontrar alguém encostado no vidro dormindo. Muito provavelmente perdendo a estação. Até me perguntei se existe alguma página pelas internets de fotos de pessoas dormindo nos metrôs. Pesquisei e não achei nada.

A cidade não é tão cinza
Andando pelas ruas, se você reparar bem, vai ver que tem muita arte espalhada por aí. Já vi árvores com tampinhas coloridas de potes de vidro, postes com "roupinha" de crochê e muitas paredes grafitadas. Todo lugar que você olha, pode se surpreender com algo inusitado. É como se a cidade também fosse uma galeria a céu aberto, de graça.

A pizza daqui é coisa de outro mundo
Eu fui em uma padaria de esquina e comi um pedaço de pizza muito gostoso, de lamber os dedos. Em qualquer lugar que venda pizza você vai poder encontrar pizzas excelentes. Em qualquer pizzaria de verdade você vai encontrar pizzas espetaculares.

Tudo acontece por aqui
Não importa qual grande evento venha ou aconteça no Brasil, ele sempre vai acontecer em São Paulo. Shows, encontros, palestras, tudo o que você imaginar. E toda semana tem um evento diferente que vai te dar vontade de estar.

Você sempre vai ter para onde ir
Seja lá qual for a sua preferência de "rolês" (já peguei a gíria, ó!), aqui tem pra todos os gostos. E é muito difícil escolher os melhores lugares para ir porque são muitas opções, conhecidas ou desconhecidas. Lugares que você acha muito bons e vai querer estar lá sempre, até descobrir o próximo.

Biscoito é bolacha (mesmo estando escrito biscoito no pacote), sinal é farol e aqui se dá um beijinho só.
Eu ainda fico esperando o segundo beijinho quando vou cumprimentar alguém. E as pessoas tem me feito feliz, dão risada e em seguida, o segundo beijo. Sinal e farol é só uma observação quase que irrelevante. Mas a bolacha.... ah! Não reclamem da bolacha!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , , ,











a blogueira


Olá. Eu sou a Ana, tenho 20 anos e acabei de sair de Petrópolis (região serrana do Rio de Janeiro) para viver novas experiências na grande São Paulo. O Bolas de Meia é o meu cantinho onde compartilho um pouco do que sei, vejo, vivo e sinto. Para me conhecer melhor, clique na foto acima ou me encontre nas redes sociais abaixo.





facebook






categorias


instagram


link-me!
Bolas de Meia -
Bolas de Meia -


correio




publicidade

Choies-The latest street fashion

arquivos

















Bolas de Meia - 2011 ~ 2013 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Ana Arantes, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em contato@bolasdemeia.com.




Design e codificação por Júlia Duarte.



From scratch, with ♥
Powered by Blogger.
Ícones We ♥ Icon Fonts
Ilustrações: Malena Flores