30.6.15



Lembram que eu fiz aqui um desabafo sobre o estranhamento das pessoas quando estou usando um chapéu? Pois é, essa cosia ainda rola e muito! Quando a Andressa foi à Petrópolis comigo, saímos para almoçar e passear e ambos os looks, de inverno, ficavam super bem com esse meu chapéu vermelho. Hora ela usava, hora eu. 

Chapéu no inverno? Sim! E não precisa estranhar. Enquanto no verão o chapéu serve para proteger nossas cabeças e até a nossa pele dos raios solares, no inverno a função dele é nos manter aquecidos e proteger a cabeça do sereno assim como os gorros e boinas tradicionais. 

Nossos looks. O dela com detalhes aqui

Como o chapéu por si só já era muito colorido, optamos por looks com cores neutras. Essa é a dica básica para não errar nunca, todo mundo sabe. Mas o segredo para a escolha dos chapéus no inverno está no material. Os de feltro, lã e tweed são os ideais. 

Os de aba curta são os mais populares e discretos para quem gosta de usar mas não quer chamar tanta atenção. Mas os de aba longa são sempre os meus favoritos!



Chapéus são tão acessórios quando pulseira, anel, bolsa... use sem medo. Em qualquer estação, a qualquer hora do dia. É lindo e dá um toque todo especial no look. Mas lembre-se de não fugir do seu estilo. O que importa é você se sentir bonita e confiante.

Já disse e repito: "Não faz sentido nenhum existir chapéu pra ficar na vitrine de uma loja. Ou, se você compra, deixar no fundo do armário. Se você tem um chapéu, coloca na cabeça! É aí o lugar dele!".
Me acompanhe também nas redes sociais:

Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , , , ,










26.6.15



Parece que foi ontem. Me lembro claramente de estar pegando as roupas do armário e colocando dentro de algumas malas. A dor no coração que a minha mãe sentia de ter que me deixar vir pra cá, sem ela para cuidar de mim, fazer minha comida -porque ela adora fazer isso e ouvir os elogios depois-, ou me dar um beijo na testa e dizer: "vai com Deus, filha. Não volte muito tarde" a cada vez que eu estivesse prestes a sair pela porta.

Eu disse pra ela que era isso o que eu precisava para crescer profissionalmente. Mas mais do que isso, crescer de verdade, como pessoa.
E engraçado que, as vezes, a vida coloca a gente em situações desconfortáveis. Como se fosse uma prova, sabe? Como quem diz: "É isso que você queria? Então está aí. Mas não vai ser fácil, não. Se vira, vamos ver se você é capaz". E não vou mentir, as vezes eu me sentia esmagada por um sentimento horrível que me fazia pensar o que eu fiz para merecer aquilo, ou o porquê algumas pessoas me tratavam de forma tão ruim sem motivo algum.

Um novo amigo, com quem convivi a maioria dos meus dias até mês passado e que também fazia parte deste círculo de pessoas -algumas ótimas e outras nem tanto-, me explicou que deveria fazer a minha parte e não me importar tanto com os outros. Se eles gostassem de mim e me tratassem bem, seria ótimo. Mas caso acontecesse o contrário, não haveria mais nada que eu poderia fazer, já que a minha parte estava sendo feita.

Eu tentei ir atrás e descobrir o motivo, mas depois lembrei que no mundo ainda existem pessoas que insistem em nos julgar ou simplesmente nos odiar antes mesmo de nos conhecer. Alguns dizem que são pessoas mal amadas, outros dizem que são pessoas invejosas ou até mesmo infelizes. Nomeie como quiser, se quiser. Eu prefiro não fazer isso, estaria julgando de volta. A única coisa que eu consegui sentir foi pena, pois talvez com tanto peso e preocupação sobre os outros, elas não consigam ter uma vida leve e boa para viver. Por sorte, e com um pouquinho de ajuda desse amigo, consegui escapar desse peso a tempo. 

Eu já tinha escrito o post quase todo quando vi este tweet do Thi. 

O blog? É a minha válvula de escape. E ele ficar sem atualizações só me deixava mais estressada e triste. As poucas vezes que publicava, era porque eu estava longe de todo esse caos, perto de quem realmente me fazia bem. Eu sou muito mais da motivação do que da disciplina, embora eu não ache isso certo. Mas eu não gosto de dar as caras quando estou para baixo. Meu principal objetivo é trazer coisas boas. E, apesar desse desabafo, foi isso que eu vim fazer.

O tempo passou, o mundo deu as voltas que ele sempre dá e agora a vida está me proporcionando coisas maravilhosas.
Já disse uma vez para vocês. Quando estou passando por momentos muito difíceis, eu tenho certeza que lá na frente vai acontecer algo muito bom se eu aguentar firme sendo a melhor pessoa que eu posso ser. Sempre dá certo. Porque a vida é assim. Coisas ruins e coisas boas, um ciclo vicioso. Você só precisa prestar atenção para não se perder no meio do caminho.

Nesse final de semestre eu me mudei. Estou morando em um apartamento e tenho um quartinho lindo. Pequeno, mas ideal para mim. Tenho uma janela e uma parede com quadrinhos da Turma da Mônica. E é bem localizado, viu? hehe.
Vivo com duas meninas. Duas Ju. Julia e Juliane. E é incrível como elas me fizeram sentir em casa desde o primeiro dia. Elas moram juntas faz bastante tempo e a casa funciona tão bem que a adaptação aqui não foi nem um pouco difícil.

AH! Agora consegui trazer o meu computador e o restante dos equipamentos. Finalmente tenho acesso a todos os meus arquivos e programas de edição.

A Faculdade? Está ótima. Sou uma CDF de humanas. Tenho tirado boas notas e não tenho tanta dificuldade nas matérias. Quando a gente estuda o que gosta a história é outra, né?! A gente se sente mais disposto e se dedica muito mais.

As provas acabaram, o projeto do meu grupo do PIM (projeto integrador multidisciplinar - é como se fosse um TCC que faremos em todos os períodos) foi um sucesso, deu super certo e o grupo é ótimo!
Dei uma palestra e falei um pouco mais sobre o blog para os alunos de pós em Comunicação e Marketing lá na FMU. Uma professora que me chamou! Tão gostoso ver seu trabalho sendo reconhecido!

Agora estou oficialmente de férias e acabei de comprar as passagens para conhecer um terceiro país com duas pessoas mega especiais para mim.

Uma das minhas melhores amigas se casou, eu finalmente saí da região sudeste do Brasil e tive a noite mais linda de toda a minha vida. O céu lá de Goiânia é mágico. Eu já sabia que existem milhares de estrelas mas nunca me imaginei vendo todas daquela forma.

A Paula, irmã da Sally registrou o momento e eu fiquei sabendo dias depois. MUITO obrigada, Paula!

Esticamos o lençol na grama e o sol estava baixando lentamente. Ficamos ali, parados, nos perguntando como definir algo tão magnífico. Poesia, arte de Deus, simplicidade... Se eu tivesse o dom, faria uma música naquele momento, ou escreveria uma prosa. Mas fazia muito tempo que não via um pôr do sol tão lindo. Quis ficar parada, só esperando aquele espetáculo de cores quentes no céu acabar. E quando finalmente acabou, nos deitamos por pura preguiça de sair dali.
Dado certo momento, olhamos de novo para o céu e eu vi o maior número de estrelas que jamais consegui enxergar antes em toda minha vida. Desejei que a minha mãe estivesse lá. Ela conta que, quando morava bem afastada da cidade, conseguia enxergar milhões de estrelas. Acho que ela devia sentir a mesma coisa que eu senti naquele momento.

Vi até uma estrela cadente, pela primeira vez. Fiquei tão empolgada por estar vendo uma, que assim que ela desapareceu, percebi que não tinha feito nenhum pedido.

Respirei fundo e fiquei tranquila. Está tudo bem, agora. Não preciso pedir mais nada. Só agradecer.

Me acompanhe também nas redes sociais:

Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: ,










19.6.15



7 coisas é uma tag que já está rolando por aí faz um tempo. Algumas pessoas me marcaram e acabei demorando pra caramba para fazer, como sempre. 
Gostei dessa tag porque ela é simples, rápida, de respostas curtas. Não cansa nem um pouco e você acaba sabendo um pouquinho mais dos gostos e da personalidade de quem você acompanha.

No passado eu respondi algumas outras tags que eu também achei super legais. Caso queiram ler e/ou responder, é só acessar os links.


7 coisas para fazer antes de morrer
Mergulhar
Coleção de lembranças de cidades e países que visitei
 Casar
 Ter filhos
Construir uma casa na árvore para eles
Retribuir tudo o que os meus pais fizeram por mim
Fazer uma música bem bonita (ou que pelo menos eu goste)


7 coisas que eu mais falo

Tô com fome
Tô com sono
Relaxa
Que isso, cara?!
Ô Mãe...
Me lembra, se não eu vou esquecer
Esqueci!!!!!

7 coisas que eu faço bem
 Carinho (segundo o Victor)
Conhecer gente
Procrastinar (isso sou eu que acho mesmo)
Escolher trilhas sonoras
Bagunça
Decorar
Drama

7 coisas que me encantam

Pessoas talentosas, criativas e acessíveis
Rio de Janeiro
A Natureza (Principalmente cachoeiras, o nascer e o por do sol)
Música
Estranhos que são gentis
Histórias

7 coisas que eu não gosto

Desfazer a mala
Procrastinar (faço bem mas me sinto culpada por isso)
Comida quente em dias quentes
Ficar muito tempo fazendo a mesma coisa
Ter que negar algum convite
Animais morrendo em filmes
Tomar remédio

7 coisas que eu amo

Andar de carro com o som ligado bem alto
Reuniões entre amigos íntimos
Receber carinho do Victor
Chocolate quente e sopas em dias muito frios
Voltar para casa
Gente que aceita convites de última hora
Blogar

♥ ♥ 

Algumas coisas foram bem difíceis de escolher, por ter muitas opções. Já outras, foram bem difíceis de completar a lista. Uma curiosidade: 7 é o meu número favorito. E tem uma última lista que é de 7 blogs para indicar. Mas eu quero deixar o convite para quem quiser fazer, independente da indicação. E se você não tem blog, comente algumas das suas 7 coisas que eu vou adorar!

Beijos!

Marcadores: ,










12.6.15



Se tem um sentimento que eu conheço bem, meu amigo, esse sentimento é a saudade. E é engraçado como ela chega antes mesmo de estar longe. Ela é um tanto quanto apressada e aparece junto com a consciência de que é preciso ir embora. Faço biquinho e digo: "Já estou com saudades". Logo em seguida, ganho um abraço. Um bem apertado. Daqueles que a gente deseja que dure para sempre. E a saudade aperta.

A distância é grande, nós não temos muita grana mas a gente faz questão de aproveitar cada oportunidade que temos para ficar juntos. Mesmo que seja só por uma tarde. E, em um final de semana que nós não teríamos essa oportunidade, a Tripda apareceu me oferecendo carona até o Rio de Janeiro para fazer uma surpresa de dia dos namorados para o Victor. Eu nem pensei duas vezes. Fui lá no escritório deles, planejamos tudo e por fim, chegou o dia. 

Eles filmaram tudo, desde a nossa saída daqui até a surpresa. Confesso que no momento do encontro eu fiquei tão sem reação quanto ele. Eu estava nervosa, feliz por estar com ele mais uma vez. Querem ver?

Para quem ainda não conhece a Tripda, ela é uma plataforma online gratuita para quem deseja oferecer e pegar caronas. Você divide os custos com o dono do carro e vai feliz da vida. Ideal, também, para quem gosta de conhecer gente nova e ter novas experiências. E eu adorei a minha!
Vocês podem ter mais informações sobre aqui no site! =)

Obrigada, Tripda, por tornar esse encontro possível, pela experiência e pelas novas amigas que fiz: Suzana e Luiza. Obrigada a Found It Gifts pelo presente que estava delicioso! Eu nunca mais vou me esquecer desse dia dos namorados.

♥ ♥ 

Realização:



Trilha sonora por: Digo e NOVAmente

Marcadores: , , , ,










7.6.15




Sempre tive curiosidade em saber como eu seria se tivesse nascido de olhos claros. E também sempre soube que poderia matar essa curiosidade comprando lentes de contato coloridas mas empurrava essa vontade com a barriga porque tudo na vida é uma questão de prioridades. 

Há alguns anos atrás eu descobri que tenho miopia. E como sempre achei óculos um charme, acabei mandando fazer um pra mim com uma armação que eu achei legal. Mas eu quase não uso e acho que meu grau já deve ter mudado. Que feito, né? Eu sei!
Mas eu me olhava no espelho e me amava de óculos. A parte chata é ter que andar com eles quando está chovendo, ficar limpando toda hora, carregar caixinha pra lá e pra cá e eu já sou complicada demais, preciso de coisas práticas para não me enrolar durante as tarefas do dia.

A Vision Center me mandou esse par de lentes lunare tri kolor na cor Blue Gray e eu nem acreditei que era eu no reflexo. Sério, me senti outra pessoa e o pior de tudo: me acostumei. Porque na hora que tirei, me senti outra pessoa de novo e me consolei: "Você também é linda de olhos castanhos, Ana" Hehe.

Já tinha contado aqui sobre a Vision Center. Eles são especializados em lentes tanto para óculos (de grau ou de sol) quanto para lentes de contato e visam sempre o preço amigo. Então para quem precisa ou quer usar óculos ou lentes, eu indico porque já tive as duas experiências e ambas foram boas e deram certo. Essas lentes não são de grau mas estou pensando em fazer outro exame e encomendar, porque aparecer de cara nova é sempre bom, né?!


Uma pergunta que muita gente se faz e eu também já me fiz é: O que é melhor para usar? Óculos ou lentes? Mas a resposta sempre depende de você, da sua adaptação e do seu gosto. Então eu acho válido apresentar a minha opinião sobre os dois, para quem ainda tem dúvidas.

Óculos  
Prós:
  • É/pode ser um acessório fashion e dar um up no look
  • É mais prático na hora de colocar e tirar, principalmente se você tem agonia de coisas encostando nos seus olhos
  • Você não perde tanto tempo limpando as lentes
  • É mais difícil de perder em relação as lentes de contato
Contras:
  • Pode marcar/machucar o nariz
  • Quando chove você enxerga o mundo em poá
  • É mais complicado cumprimentar outras pessoas, dar beijinho etc, principalmente se ela também usa óculos (é muito engraçado quando isso acontece haha)
  • É desconfortável para praticar esportes e as vezes fica caindo enquanto você anda ou olha para baixo
Lentes  
Prós: 
  • Você pode usar óculos escuros sem correção
  • Não embaça e você não enxerga o mundo em poá quando chove
  • Não atrapalha na hora de cumprimentar as pessoas ou beijar na boca
  • Quando você se acostuma, parece que não está usando nada
  • Você pode escolher mudar ou não a cor dos seus olhos
Contras:
  • No início é difícil pra caramba colocar e tirar
  • A higienização deve ser feita com muito mais cuidado e em várias etapas
  • É um material mais sensível e fácil de ser rasgado, principalmente se você tem unhas grandes
  • Corre mais risco de perder e você deve andar com o "soro" e o estojo para todos os lados, caso precise retirar as lentes

Se você puder e tiver condições, sugiro que tenha tanto os óculos quanto as lentes. Terão dias que você vai acordar atrasado ou com preguiça demais para fazer a higienização e também terão outros que você não vai quer nada no seu rosto te atrapalhando.

Sobre a questão estética: tem gente que acha super desnecessário usar lentes coloridas sem grau só para mudar a cor dos olhos. Se você é como eu que adora mudar do nada e aparecer com a cara diferente de vez em quando, por que não? A gente não muda a cor e o corte de cabelo? A cor do batom e o jeito de se maquiar? Lentes são apenas mais um adereço e eu estou adorando ter olhos claros vez ou outra! 

PS: Procure um médico especialista antes de fazer qualquer compra porque visão é uma coisa muito séria.


A lente é essa aqui (e sim, vem com o re-nu para fazer a higienização)

Se eu quiser mudar um pouquinho, mesmo que seja só um capricho, eu mudo! É divertido aparecer cada dia de um jeito e, ainda sim, continuar sendo a mesma pessoa! =)

Me acompanhe também nas redes sociais:

Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , , ,











a blogueira


Olá. Eu sou a Ana, tenho 20 anos e acabei de sair de Petrópolis (região serrana do Rio de Janeiro) para viver novas experiências na grande São Paulo. O Bolas de Meia é o meu cantinho onde compartilho um pouco do que sei, vejo, vivo e sinto. Para me conhecer melhor, clique na foto acima ou me encontre nas redes sociais abaixo.





facebook






categorias


instagram


link-me!
Bolas de Meia -
Bolas de Meia -


correio




publicidade

Choies-The latest street fashion
www.lalalilo.com
lalalilo.com
arquivos

















Bolas de Meia - 2011 ~ 2013 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Ana Arantes, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em contato@bolasdemeia.com.




Design e codificação por Júlia Duarte.



From scratch, with ♥
Powered by Blogger.
Ícones We ♥ Icon Fonts
Ilustrações: Malena Flores