4.3.15



A gente não tem certeza de nada.
Nunca sabemos o que esperar de amanhã, decepcionar-se com as pessoas é algo bastante comum, as coisas que planejamos se desplanejam em um piscar de olhos. Mas, em contrapartida, as melhores coisas do mundo acontecem sem a gente esperar. E eu descobri que funciono muito melhor com essas incertezas, sem expectativas.

Eles realmente querem o nosso bem.
É uma frase que a gente escuta com muita frequência dos nossos pais, tios ou avós. Eles parecem chatos, a gente revira o olho, bufa e bate o pé. Mas quando a gente cresce, percebe que eles sempre estiveram certos.

Ser gentil e agradável é um passo enorme para a felicidade.
Desejar bom dia, agradecer, sorrir primeiro, sorrir de volta, essas pequenas coisas sempre mudam o dia de alguém, principalmente o seu. Ninguém aguenta ficar perto de alguém que resmunga e reclama o tempo todo. E fazemos bem a nós mesmos quando fazemos o bem por aí.

Que seja eterno enquanto dure.
Sempre dizem por aí que, se um amigo se afasta, é porquê ele nunca foi seu amigo de verdade. O mesmo vale para o amor. 
Eu não concordo. Eu já tive melhores amigos que hoje em dia não vejo e nem mantenho contato. Mas enquanto durou, foi verdadeiro, intenso, eles foram leais, fizemos a nossa história, e acabou. O que era para ser vivido, foi vivido. Nossos segredos continuam guardados e seguimos em frente com as nossas vidas. Conhecemos outras pessoas e vivemos outras histórias, é um ciclo. 

Os erros fazem a gente crescer.
Eu costumo chamar de mal necessário. Conhecemos pessoas erradas, fazemos escolhas erradas, quase sempre parece o fim do mundo mas não é. Tudo acontece por um motivo. Basta você escolher se quer usar o erro como um aprendizado ou um motivo para se martirizar mais ainda.

Cercar-se de pessoas talentosas, inteligentes e criativas é uma das melhores formas de aprender. 
Eu perdi as contas de quanta coisa interessante e útil eu aprendi com os meus amigos. Tocar instrumentos, ter estabilidade na hora de gravar um vídeo em movimento, uma receita nova ou até mesmo descobrir algum livro/filme/série incrível. E geralmente esse tipo de coisa você aprende sem querer, jogando conversa fora. Por isso criei a categoria "Meus amigos me inspiram".

Viajar é o melhor investimento que podemos fazer em nós mesmos
Essa é uma coisa que eu sempre digo. Você pode comprar uma casa linda, o carro do ano, investir na bolsa de valores mas nada pode tirar ou roubar de você uma viagem que você tenha feito e as experiências que você teve nela.

É impossível ser feliz sozinho
Por mais independente e desapegado que a gente seja, a gente sempre precisa ter uma pessoa amiga ao nosso lado. Seja o pai, a mãe, o namorado, a melhor amiga... Tudo fica melhor quando compartilhamos com alguém que a gente ama. 

Quem se importa de verdade, vai dar um jeito
A gente cansa de correr atrás e insistir nas pessoas erradas. Você percebe que quem quer estar com você ou te ajudar de alguma forma, vai dar um jeito para isso e não uma desculpa.

Não importa o que você faça, sempre vai ter alguém te odiando por isso
Não é só online que os haters existem. Não importa o quanto você se esforce para ajudar os outros, ser boa e gentil, alguém sempre vai te olhar torto, virar a cara e falar mal pelas costas. E na maioria das vezes é inveja, sim.

Ignorar é a melhor opção
"Entra por um ouvido e sai pelo outro", sempre ouvia essa frase dos meus pais em casa. Se a gente for se importar com todas as críticas e coisas ruins que os outros saem distribuindo de graça por aí, a gente não vive. É sério! Eu dou de ombros e continuo seguindo a minha vida, despreocupada. Fazendo bem, que mal tem?

Quer alguma coisa bem feita? Faça você mesmo
É muito bom poder contar com a ajuda das outras pessoas para finalizar algum projeto, por exemplo. Mas a gente tem que entender que nem todo mundo tem o mesmo pique e que está tão envolvido quanto a gente. E isso não é uma coisa ruim, cada um tem sua vida e suas preocupações. Por isso nunca é bom depender das outras pessoas para fazer acontecer. 

Um tempo sozinho é bom, também
Desde pequena eu fui cercada por muitas pessoas. A casa estava sempre cheia e eu odiava quando eu ficava sozinha, sem ninguém pra brincar ou conversar comigo. Depois que o tempo foi passando, eu fui notando o quanto o meu tempo comigo mesma era precioso. Para me conhecer, saber meus gostos, me organizar, e fazer as coisas que eu gosto mas que ninguém mais entenderia. Limpar meu quarto enquanto eu canto e danço as minhas músicas estranhas, por exemplo.

Não ter medo de conversar ou pedir ajuda.
As vezes achamos que a gente é super. Que conseguimos resolver todos os problema sozinho, mas não é bem assim. Só de desabafar com alguém, a gente se sente mil vezes melhor. E pedir ajuda também não é nenhuma vergonha. As vezes você encontra em uma outra pessoa aquilo que estava faltando em você. E não estou falando sobre o amor. Estou falando sobre qualquer coisa.

Cuidar da saúde é muito importante, de verdade.
Conforme o tempo vai passando, o nosso corpo vai reagindo a tudo o que fazemos. Cuidar do corpo, da pele, dos dentes, do cabelo não é só questão de vaidade. Lá na frente a gente sofre as consequências. E quanto mais cedo a gente pega os hábitos saudáveis, mais fácil fica levar isso para o resto da vida.

A gente começa por baixo.
Dificilmente a gente consegue começar a trabalhar no que a gente gosta e se sustentar. Eu tive que começar a trabalhar com outras coisas porque o blog não me sustenta. Tenho um amigo que trabalha em uma agência enquanto ele não consegue viver dos desenhos que ele faz. 
E quando a gente se dedica ao que a gente ama, tem que trabalhar muito para ganhar o reconhecimento. É um processo demorado mas é o que vale a pena.

Sair da zona de conforto.

Viver no mesmo lugar, com as mesmas pessoas, tendo a mesma rotina é uma coisa monótona e limitada demais. Em algum momento da vida a gente precisa se arriscar e fazer algo novo. E prepare-se porque as pessoas criticam e te jogam pra baixo sem piedade. Mas só se você tentar, vai descobrir se vai dar certo. 
Outra coisa boa é que você se torna mais confiante quando supera algo que achava ser um limite e se sente motivado a fazer mais.


Não espere para começar
A gente sempre acha que depende das coisas para começar algo novo. "Ah, eu não começo um blog porque eu não tenho uma câmera boa para fotografar e gravar vídeos" é uma das coisas que eu mais escuto.
Eu já quis esperar ter algumas coisas para começar um projeto novo mas caí na real e percebi que a gente tem que começar com aquilo que tem, do jeito que pode. As outras coisas vão chegando com o tempo.

Perdoar e ser perdoado
As pessoas tem costume de decepcionar umas as outras com muita facilidade. Mas perdoar (perdoar de verdade) é um dos maiores gestos de humildade que uma pessoa pode demonstrar, e dá uma paz! Me lembro que uma pessoa falou pra mim que "uma pessoa não merece ser julgada a vida toda por um erro que cometeu".

A vida está só começando
Eu acabei de fazer 20 anos. Ainda tenho muitos lugares pra ir, muita gente para conhecer, erros novos para cometer, aprender muito mais.

Pensava estar na crise dos 20 mas eu sou nova demais para entrar em crise. Cheguei na minha segunda década com saúde e com as pessoas que eu amo ao meu lado, mesmo distantes fisicamente. Tenho novas responsabilidades e a vida está me mostrando agora quem ela é. E parece ser boa demais para quem está disposto a vive-la da melhor forma que puder.


Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: ,










27.2.15


Minha mãe, a Alana e a Sally escolheram essa foto minha como a favorita delas.

Esses dias eu estava revendo algumas fotos aqui do blog e pensei: "Poxa, 2014 foi um ano lindamente registrado". Acho que as minhas fotos favoritas foram as de Paraty e as do show da 5 à Seco (principalmente a que eu estou com os meninos, que vocês já estão cansados de ver nas minhas redes sociais).

Pensando nisso, eu resolvi trazer esse tema aqui para a galeria do leitor e perguntar a vocês: Qual é a sua foto favorita?
Eu sei que é muito difícil escolher uma só, principalmente pra quem gosta muito de fotografia e tem isso como hobby. Mas a gente sempre tem aquela favorita do momento, não é verdade?

Então diz aí, qual é a sua foto favorita?

Essa é a minha (no momento)! 


Para participar, é só publicar UMA FOTO (se é A favorita, tem que ser uma, dãã) nos comentários deste post.

Lembrando que:
  • As fotos devem estar em uma boa qualidade e na horizontal
  • Você pode publicar até o dia 15/03
  • A foto seja sua. Que você apareça ou que você tenha tirado
  • Vou escolher as 10 mais legais para publicar aqui no blog
  • NÃO SE ESQUEÇA: Deixe o link de alguma rede social para colocar nos créditos ;)
Caprichem, em! Estarei de olho!
Beijos!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: ,










23.2.15



Já estou em São Paulo há 4 dias. Agora tudo está se ajeitando e eu consegui, finalmente, me organizar para voltar a escrever. Estava ficando tão, tão louca de saudades que vocês nem imaginam.

Mas depois eu conto esses detalhes para vocês. Agora eu quero contar sobre o meu primeiro passeio pela cidade, com o pessoal aqui da república.

No último sábado a gente foi visitar a exposição do Ron Mueck. Para quem nunca ouviu falar, Ron é um escultor australiano hiper realista. Nove de suas obras estavam expostas na Pinacoteca do Estado de São Paulo. E elas eram tão reais que chegava a ser assustador -eu pensei nisso e ouvi algumas pessoas dizendo a mesma coisa-.

Como eram os últimos dias, a fila dava a volta em todo o quarteirão. Esperamos quase 2 horas, mas valeu muito cada minutinho de espera. Eu até achei que ia demorar mais...

As esculturas são feitas em resina, fibra de vidro, silicone e acrílico. Eu fotografei. E, embora por fotos pareça incrível, nada se compara a ver pessoalmente.









Eu fiquei encantada com toda a estrutura da Pinacoteca. Eu e Bruno levamos as nossas câmeras e fizemos vários registros que ficaram bem legais. Inclusive, é ele quem vai me ajudar com as fotos para o blog enquanto eu estiver aqui. Sortuda por ter entrado em uma república com gente talentosa sim ou claro?







 Fotos do Bruno 




 

Quem aí já tinha ouvido falar sobre essa exposição ou visto alguma foto por aí? Gostaram? Respondam aqui nos comentários!

Ahh! Acompanhem o Bruno pelo Instagram e pelo Flickr, as fotos dele são lindas!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , ,










15.2.15



O clipe Flores já está nos últimos preparativos para ser lançado. E não são só vocês, eu também estou mega ansiosa. Mas para aliviar um pouco essa nossa ansiedade -ou aumentar ainda mais-, a Arca Music liberou o teaser, e ele tá liiiiiiiiiiiiindo!

Aperta o play aí!



Só de ver o teaser dá para perceber que está ficando lindo, né?! Ao que tudo indica, o clipe será lançado ainda esse mês. Curtam a página do Alvin para ficar por dentro de todas as novidades e, é claro, aqui no blog também!


Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , ,










10.2.15



Eu sempre gostei de jardins e desejei ter um bem lindo na minha casa. Mas eu nunca morei em uma casa grande e com um quintal que favorecesse essa minha vontade. Pelo menos era isso o que eu pensava. Ficava imaginando um gramadão verde, cerca viva, esse tipo de coisa que a gente sempre vê em filmes americanos.

Aqui em casa a gente tem até muitas plantas e, apesar de não ser um jardim arrumado, é um jardim -e a gente sempre comemora quando uma florzinha nasce!-. Digo que não é arrumado pois faz um bom tempo que estamos em obras e a gente tem que ficar carregando as plantas de um lado para o outro, sabe como?

Agora que estou escrevendo este post, me lembrei que eu e as minhas amigas da terceira série tínhamos cada uma seu cacto. Era como se fosse uma planta de estimação. A gente cuidava muito bem e sempre perguntava pelo cacto da outra. Desde então, nunca mais me preocupei em cuidar de plantinha nenhuma.

Como vocês já sabem, eu estou de mudança. E na minha nova casa -que eu ainda não faço a mínima de onde vai ser, diga-se de passagem- eu quero ter o meu jardim. Não de flores. Eu gosto de flores para enfeitar. Comprar na feira e fazer arranjos bonitinhos com elas.

Eu tenho uma queda por cactos, suculentas, ervas e temperos. Isso porque eu pretendo, nessa nova experiência, não ferrar com a minha saúde e cozinhar bem direitinho! hahaha.

Não faço ideia de como será minha nova casa mas tenho certeza de que ela será bem pequenininha. Então resolvi já ir caçando as minhas inspirações lá no pinterest e trazer para vocês também. As vezes, um mini jardim pode ser aquele toque de vida que estava faltando no seu cantinho também.




Ninguém precisa de um quintal enorme, gramado, cercas vivas, vários tipos de flores e plantas diferentes para ter um jardim bonito. É só ter criatividade. Incrível o tanto de coisas diferentes que podemos fazer em um espaço tão pequeno!

Eu estou, aos pouquinhos, juntando as minhas inspirações relacionadas a jardinagem em um painel lá no pinteres, sigam:



E a Isa fez um post muito bem explicadinho de como ter o seu jardim de suculentas. E eu vou seguir as dicas!
Gostaram das inspirações? Respondam aqui nos comentários! Se você tem um mini jardim, comente como cuida dele e me mande foto que eu vou adorar!

Beijos!

Me acompanhe também nas redes sociais:
Se inscreva aqui no canal novo

Marcadores: , , , ,











a blogueira


Olá. Eu sou a Ana, tenho 19 anos e moro em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. O Bolas de Meia é o meu cantinho onde compartilho um pouco do que sei, vejo, vivo e sinto. Para me conhecer melhor, clique na foto acima ou me encontre nas redes sociais abaixo.





facebook






categorias


instagram


link-me!
Bolas de Meia -
Bolas de Meia -


correio




publicidade

Choies-The latest street fashion

arquivos

















Bolas de Meia - 2011 ~ 2013 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Ana Arantes, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em contato@bolasdemeia.com.




Design e codificação por Júlia Duarte.



From scratch, with ♥
Powered by Blogger.
Ícones We ♥ Icon Fonts
Ilustrações: Malena Flores