10.4.15



Engraçado como a nossa vida é sempre inconstante. Há momentos que tudo está ótimo e achamos que não poderia estar melhor. Há outros que tudo parece aborrecer, tudo dá errado, coisas muito ruins acontecem e quase sempre parece ser o fim.

Lembram aquela história contada pelo Chico Xavier, de um homem que tinha uma placa escrita "Isso também passa" em cima da sua cama, que servia para lembra-lo que a vida é feita de momentos -bons e ruins- que servem para o nosso aprendizado? Então, de fato temos que tentar tirar o melhor do pior. Mas... E quanto o pior parece não passar nunca?

Apesar de muitas coisas incríveis terem acontecido desde que me mudei para São Paulo, tem uma em especial que não tem me feito nada bem. E não, não é a saudade, porque nisso eu sempre dou um jeitinho.

Um amigo daqui me perguntou qual o motivo de eu andar triste e estressada. Sem pensar muito, culpei algumas pessoas, a mudança repentina e o choque que isso me causou, os compromissos e tarefas que surgem do nada e completei dizendo que deve ter sido tudo isso que se misturou e me deixou assim. -Nós e nossa mania de misturar as coisas-. Em seguida veio o comentário dele, que foi um tapa na cara muito bem dado: "Você estar se sentindo triste não é culpa da mudança, das tarefas ou do estresse que você tem passado com as pessoas. A culpa é exclusivamente sua". Doeu ouvir isso, mas ele tinha razão.
Em seguida ele repetiu a pergunta: "Por que você está triste?"

A ficha caiu e eu percebi que ele não estava querendo uma resposta, porque isso pouco importa para ele. Ele só estava tentando me ajudar a perceber que ninguém tem nada a ver com isso a não ser eu mesma.

Parei, pensei e me achei ridiculamente estúpida por ter deixado uma coisa ruim ofuscar todos os outros momentos de alegria. Uma coisa que já não acontecia há anos. Logo em seguida eu cheguei a conclusão de que existem algumas coisas que eu preciso me lembrar quando eu me deixar levar por sentimentos ruins de novo.

Eu sou a grande responsável pela minha felicidade e a primeira coisa que tenho que me lembrar é que sou eu que tenho que começar a fazer algo por mim. No meu caso, o que mais funciona, e dedicar o meu tempo livre fazendo as coisas que eu gosto. Passear, fazer algum curso, fotografar, blogar... fazer coisas que eu sei que me fazem bem.

 Quando eu me sinto sufocada, me lembro que sempre tem alguém disposto a me ouvir ou me distrair de todos os problemas. Pai, mãe, amigo, namorado... a gente sempre tem alguém a quem recorrer. E só de saber tenho alguém, eu já me sinto muito melhor.

Apesar de todos os pesares, tento lembrar de todas as coisas boas que tenho e vivo. E gratidão deve ser uma coisa muito presente na vida de todo mundo. É injusto e muito chato ficar reclamando quando a gente pode fazer algo pra melhorar.

 Sabe aquela coisa de não ligar para o que as outras pessoas falam? Isso é muito fácil, na teoria. Mas não adianta, a gente liga sim! Só que a gente consegue controlar melhor quando para e pensa: "Essa pessoa vai trazer algo de bom pra minha vida? Será que o que ela pensa vai realmente fazer diferença?". Dar atenção demais pra certas coisas pode fazer muito mal.

Um pensamento que eu sempre tive comigo é: "Se isso tá acontecendo comigo agora, é porque tem alguma cosia muito boa me esperando lá na frente. E sempre tem. Cedo ou tarde tudo melhora. Problemas todo mundo tem. Só que tem gente que consegue lidar da melhor maneira possível. E eu estou tentando.

Don't Worry, Be Happy by Bobby McFerrin on Grooveshark
"In every life we have some trouble. When you worry you make it doubleDon't worry, be happy."

Marcadores: ,



comments powered by Disqus







a blogueira


Olá. Eu sou a Ana, tenho 20 anos e acabei de sair de Petrópolis (região serrana do Rio de Janeiro) para viver novas experiências na grande São Paulo. O Bolas de Meia é o meu cantinho onde compartilho um pouco do que sei, vejo, vivo e sinto. Para me conhecer melhor, clique na foto acima ou me encontre nas redes sociais abaixo.





facebook






categorias


instagram


link-me!
Bolas de Meia -
Bolas de Meia -


correio




publicidade

Choies-The latest street fashion
www.lalalilo.com
lalalilo.com
arquivos

















Bolas de Meia - 2011 ~ 2013 ©
Todas as postagens aqui contidas são de autoria da Ana Arantes, exceto quando apontado o contrário. As imagens utilizadas são fruto de reproduções, e se você teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato em contato@bolasdemeia.com.




Design e codificação por Júlia Duarte.



From scratch, with ♥
Powered by Blogger.
Ícones We ♥ Icon Fonts
Ilustrações: Malena Flores